terça-feira, 11 de abril de 2017

Foucault Filósofo (USP/2017)

O Departamento de Filosofia da USP realizará entre os dias 18 e 19 de abril sua 1a. Jornada Michel Foucault. Além das mesas de trabalho (na parte da tarde), o evento contará com as conferências de Roberto Machado (UFRJ) e Vladimir Safatle (USP). Inscrições podem ser realizadas aqui. A programação completa pode ser encontrada na chamada abaixo. 





quarta-feira, 5 de abril de 2017

Pós-doutorado: Ciência Política UFMG (2017-2018)

O Departamento de Ciência Política da UFMG abriu na última segunda-feira um edital para duas vagas de pós-doutorado em todas as áreas da ciência política. O departamento é um dos melhores do país, e possui conceito máximo na pós-graduação brasileira. As bolsas são da CAPES e o prazo para as inscrições termina dia 10 de abril. Veja o edital abaixo:



 


segunda-feira, 3 de abril de 2017

Edição especial da Economica sobre desigualdade

A revista Economica publicou uma edição especial sobre desigualdade. A revista, vinculada ao departamento de economia da LSE, reuniu artigos sobre desigualdade e problemas relacionados à distribuição, tanto do ponto de vista empírico como conceitual. O grande destaque da edição é o último artigo de Anthony Atkinson, falecido no início do ano (sobre a importância de Atkinson para os estudos sobre desigualdade, ver a excelente série posts do blog Sociais & Métodos dedicado ao economista). O artigo de Atkinson é uma tentativa de oferecer suporte empírico para o modelo de distribuição de Pareto, utilizado pelos economistas para medir a concentração de renda nas camadas superiores da estratificação social.

A edição traz um estudo de Alvaredo & Piketty sobre a parcela da herança na distribuição de riqueza privada nas democracias desenvolvidas. O artigo compara o padrão de acumulação de herança europeu e norte-americano, com suas semelhanças (formato em "U" ao longo do século) e diferenças (a importância da herança na desigualdade nos EUA é muito menor do que na Europa). Com uma contribuição formal, Decanq&Fleurbaey procuram avançar o debate das medidas multidimensionais de desigualdade, nas quais a distribuição dos recursos é sensível às preferências ou ao bem-estar (heterogêneo) dos indivíduos. Outro trabalho interessante - e também extremamente árido -  é o modelo formal de igualdade de oportunidade intergeracional desenvolvido pelo filósofo John Roemer e pelo economista turco Burak Unveren. A lista completa dos artigos pode ser encontrada abaixo:



Agradeço a Júlio Barroso pela notificação